Arquivo do dia: 03/04/2009

02 de Abril – Germano

dsc04816reduzida

         A presença de Myriam em Belo Horizonte, por apenas um dia, para participar de um seminário, exigiu a escolha de um bom local para nos encontrarmos. E o Germano que funciona a uns 3 anos na Avenida Guaicuí 333, no Luxemburgo (3344-7070), veio na medida certa. Marcos, Vilminha, Ori e Cristina nos acompanharam.

A generosidade de Myrian (que está enxuta nos seus 55 quilos) em acolher o papai neste sua fase de viuvez sempre me faz lembrar a propaganda do Mastercard, porque não tem preço o ela faz por ele. Eu costumo exagerar dizendo que ele vive, na casa dela, os melhores anos da vida dele. Lá ele manda, reclama, exige como nunca fez em toda a vida.

Quando assisti o enterro da mãe do Spadinger, ele fêz um discurso de pé-de-cova, agradecendo a irmã dele por ter cuidado da mãe deles por muito anos e terminava o discurso dizendo que desejava a todos que ali estavam, que tivessem uma Anita na vida.

Neste dia eu decidi que faria um discurso de pé-de-cova quando papai morresse e meu discurso, após agradecer bastante a atenção da Myrian com papai, terminaria assim:

 – Desejo que todos aqui presentes tenham uma Myrian na vida de vocês. – E ela já foi informada desta minha decisão.

O Geramano serve uma variedade de chopps que vai do Ferrugem (o preferido das mulheres) até o Samba do Crioulo Doido que é uma mistura de todos os tipos de chopp e mais 20 ml de Steinhager, com 7% de teor alcoólico, “prá quem quer fazer a cabeça”. Eu estava dirigindo e tomei apenas um Carioca e deixei pra fazer a cabeça um outro dia.

A carta de pizza é bem feita (ficamos com uma Pancetta e uma Shiitake) e é a pedida mais comum. O ambiente bem arejado, amplo, com a lateral toda envidraçada e voltada para o estacionamento (preço fixo de apenas R$5,00) combina com uma boa pizza. O delivery garante que, com Sistema Hot Box a pizza chega quentinha e crocante em sua casa.

Um dia ainda vou lá comer os Medalhões de Filé com Arroz Piémontese e Molho Roti que deixaram a minha boca igual a um brejo, só porque vi a foto deste prato. Ou o Salmão ao Mel que é servido grelhado com purê de batata e molho de mel e maçã. Aguardem-me!

E o Marcos contou que, hoje, foi fazer um exame de sangue pra ver o PSA, sem saber pra que servia aquele negócio. E à medida que a atendente perguntava se ele tinha andado de bicicleta no dia anterior, se tinha cavalgado, se tinha feito isto e aquilo, ele respondia, meio desconfiado, com um “não” seco, para todas as perguntas. Por fim a atendente perguntou: – O senhor teve relações sexuais nas últimas 48 horas? – Ele não aguentou e respondeu: – Pode escrever aí que foram umas cinco. – Quando a atendente disse que não poderia fazer o tal exame de sangue, ele, sem entender nada, desabafou:

– O que é que está acontecendo? Você está pensando que eu sou gay?