19 de Maio – Café com Letras

Oficial

Preocupado com a possibilidade de realização da profecia do Luiz Henrique, de um alcoólatra ser meu alter ego, mudei os planos e fui a um Café. Não um Café qualquer, mas um Café com Letras. Talvez, desta forma, o outro eu, possa ser um literato, um pensador, um escritor…

Esse Café, na Rua Antonio de Albuquerque, 781, na Savassi (3225-997399),  nasceu em 1996, trezentos anos depois que se popularizaram em Londres. Naquela ocasião, descobriu-se que o “café ajudava a regularizar o dia de trabalho, acordando as pessoas pela manhã e garantindo que ficassem vigilantes até o final da jornada de trabalho, ou até mais, se necessário”.

“O café veio a ser considerado como a própria antítese do álcool, levando à sobriedade ao invés de causar embriaguez, aumentando a percepção em vez de entorpecer os sentidos e obscurecer a realidade” em substituição ao vinho (doce veneno das uvas traiçoeiras que inunda nossa própria razão e nossas almas) e à cerveja (obscura bebida forte que sitia nossos cérebros), criando um espaço que substituía as malcheirosas tabernas onde se podia beber a bebida ideal para a Idade da Razão.

Levei as minhas próprias letras (História do Mundo em 6 copos) que me ajudaram a encher este texto de citações e que está indicado aí ao lado, no quadro “Literatura de Buteco”.

O ambiente neste café, cheio de gente usando internt ou lendo livros, lembra a intenção dos primeiros Cafés, onde “boatos, notícias e mexericos eram transmitidos entre os cafés públicos por seus fregueses, e ocasionalmente mensageiros iam de um café para outro, a fim de relatar grandes acontecimentos”.

Tomei duas xícaras deste “xarope de fuligem” ou “essência de sapatos velhos”, como diziam os críticos, e só fui conseguir dormir quase uma da manhã.

Mas o sanduíche que comi antes, a Devassa Ruiva com a qual abri os trabalhos e o brownie com sorvete de creme que fechou a nota fizeram a minha cabeça.

Anúncios

8 Respostas para “19 de Maio – Café com Letras

  1. Sexta-feira passada também estive no Café com Letras.

    Fui para um happy hour com a Meg e algumas amigas do serviço.

    Aprendi uma coisa para toda a vida: nunca mais!

    Não vá para um HH com sua mulher e mais quatro amigas, principalmente se elas forem colegas de trabalho.

    Eu, que sou de poucas palavras, passei as três horas mais monossilábicas da minha vida.

    Tudo se resumiu a alguns “É!” quando a Meg contava um caso e emendava: “Né, lindo?”

    Haja Devassa!

  2. O “É” era concordando com o “lindo”? Rsrsrs…
    Assino em baixo, viu, lindo?

  3. P.S.
    Deco, fala a verdade, aposto que você aprendeu um tanto de coisa interessante… só ficou em silêncio porque se pôs a refletir sobre as trocas de confidências femininas…

  4. Augusto, no embalo das letras a Seção “Literatura de Buteco” foi uma excelente idéia. Parabéns.

  5. augustonobuteco

    Juliana, só ando lendo este tipo de literatura este ano e aceito sugestões (sua e de outras pessoas) de novos livros. Augusto

  6. Augusto, pra variar um pouco da literatura de buteco (Nesse “universo” , João Ubaldo já foi indicado), vão aí algumas dicas de leitura. Miscelânia. Não são, em absoluto, os melhores livros que já li ( isso daria um trabalho…), mas talvez sejam os melhores que li recentemente e que suponho serem de seu interesse. Excluí da lista Leite Derramado, que sei que vc já leu.

    Homem Comum
    Autor: Philip Roth

    Tête-à-Tête
    Autores: Hazel Rowley (Tradução Adalgisa Campos da Silva)

    Venenos de Deus, remédios do Diabo
    Autor: Mia Couto

    Gomorra – A História Real de um Jornalista Infiltrado na Violenta Máfia Napolitana Autor: Roberto Saviano

    O Mundo Sem Nós
    Autor: Alan Weisman

    O senhor está brincando, Sr Feynman?
    Autor: Richard Feynman

  7. augustonobuteco

    Marina, escrevi pra você e parece que não enviei. Talvez apareçam dois textos semelhantes. É o seguinte: comprei hoje a “A alma encandora das ruas” do João do Rio com a expectativa de que este livro seja Literatura de Buteco. Mas a questão é: o que é Literatura de Buteco? E aí é que precisa da sua ajuda para definir isto. Augusto

  8. Pois é, Augusto!

    Fiquei pensando, depois que li sua pergunta: afinal o que é ” Literatura de”?

    Lembro-me apenas de Literatura DE Cordel ( que eram textos colocados em cordas) ou Literatura DE celular ( os keitai shoosetsu) com textos produzidos e lidos no e pelo celular.

    Pareceu-me, em ambos, ser ligado à forma de entrega…

    Literatura DE boteco… que textos escritos se produzem num boteco? Ou que se entregam especificamente por meio de um boteco? Talvez aqueles das portas de banheiro que, boteco que é buteco, sempre tem. E que mais? Acho que não há. ..

    Agora, estou certa de que nós nos referíamos a Literatura SOBRE botecos, ou literatura acerca do que compõe o ambiente “boteco” : casos, histórias, informações, seus produtos, técnicas, ressacas …

    Acho que não respondi bem, mas deixo aqui, algumas definições (abaixo) pra vc também pensar sobre e me contar, certo?

    E vou procurar saber mais…

    “Literatura pode ser definida como a arte de compor ou estudar escritos artísticos; o exercício da eloquência e da poesia; o conjunto de produções literárias de um país ou de uma época; a carreira das letras.”

    ” Boteco ou botequim são termos oriundos do português de Portugal botica, e do espanhol da Espanha bodega, que por sua vez derivam do grego apothéke, que significa depósito. Em Portugal a botica era um depósito, ou loja onde se vendiam mantimentos e miudezas, mesmo significado se atribui à bodega espanhola.No Brasil, o boteco ou botequim ficou tradicionalmente conhecido como lugar de encontro entre “boêmios”, onde se procura uma boa bebida, petiscos baratos e uma boa conversa sem compromisso.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s