Arquivo do dia: 27/05/2009

26 de Maio – Bar do Ferreira

     DSC05096reduzida

     Depois de 57 anos e uma hora de Academia fui conhecer o Pecado Capital. O Pecado Capital que levou o Bar do Ferreira (Rua Pinheiro Chagas, 473 – Barreiro de Baixo – 3389-9357) ao segundo lugar no Comida di Buteco. E que já tinha sido campeão do Festibar em 2006, um evento, diríamos, genérico do Comida. Logo que me sentei à mesa, o Ferreira veio me cumprimentar e se apresentou; ele pediu que eu conversasse com ele depois que experimentasse o prato que tinha me levado até lá.

     Enquanto aguardava a chegada do Pecado fui me apaixonado pelo bar através do cardápio. Tem um ou dois pratos para cada dia da semana, a saber: segunda tem Suã com engrossado de fubá e molambo de couve; terça tem Língua ao molho madeira e Galinhada; quarta tem Rabada com batata e Tropeiro; quinta tem Canjiquinha com costelinha e sexta tem Dobradinha com Feijão Branco. Tudo isto é servido na porção inteira e em meia porção com preços que variam de R$16,00 (a mais cara porção inteira) a R$8,00 (a mais barata meia porção). Como atendem desde o almoço, descobri onde vou almoçar quando quiser variar da comida servida no trabalho.

     O cardápio é variado: tem o prato que ganhou o Festibar (Lampião e Maria Bonita), Alitas Recheadas (asas de frango desossadas e recheadas com bacon ou ricota e azeitonas), Maçã de peito à moda, Bom Bom de frango (bolinhas de frango recheadas com catupiry), Caipirão (costelinha, torresmo, lingüiça e mandioca frita), carne com jiló, três pratos de peixes e todos os petiscos que não podem faltar em um bom boteco: filé com fritas, carne de sol com mandioca, fígado com jiló, pastel de angu, frango à passarinho, lingüiça com mandioca, mandioca frita, torresmo, torresmo com mandioca, costelinha com mandioca, fritas, fritas com queijo, fritas com queijo e bacon, lingüiça de porco, batata recheada com queijo, etc.

     Diga a verdade, você ficou com a boca cheia d’água, não ficou? Mas também o colesterol do cidadão sobe só dele pegar no cardápio.

     E o Ferreira não deixou por menos, caprichou no visual; pregou um orelhão do lado de fora, encheu a parede do lado direito com 8 freezeres e encheu o resto da parede que sobrou com  engradados de cerveja até o teto, fez uma placa bem moderna, pôs comanda em cada mesa pra não ficar aquela garrafaiada no chão, meteu uma televisão com DVD de um grupo de pagode, usou e abusou do ocre e vermelho nas paredes …. Ficou um charme que só vendo.

     E aí chegou o Pecado numa panela de pedra: cubinhos de carne de boi, mandioca amarela cozida, costelinha, taioba e tomate cereja recheado. Saquei que não conseguiria comer aquele prato tão farto e comecei pelos tomates que estavam muito bons. Passei à costelinha que estava bem macia e com ótimo tempero. Eu que não sou tão chegado num verde, encarei com galhardia a taioba. Já a mandioca não estava com a maciez que eu esperava e sobrou no prato junto com a carne de boi (achei salgada demais), pois não cabia mais nada.

     O que me fez lembrar da frase do famoso filósofo francês, Cashemir Bouquet: – Na próxima encadernação quero vir com dois estômagos e dois cus. – Paguei a conta, recusei a proposta do garçom de levar pra casa o qie tinha sobrado  e não procurei o Ferreira, pois não estava seguro se tinha ou não gostado do prato. Cheguei em casa ainda com o gosto do prato na boca; não sei se era indicativo que o prato tinha bom tempo de permanência ou se era resto de gripe.

     Sei que hoje estou com baixa capacidade avaliativa. Vou voltar para conferir e sugiro que façam o mesmo.