Arquivo do dia: 04/07/2009

03 de Julho – Vinícius

IMG00007-20090704-0143[1]

Um Caetano Veloso, no Chevrolet Hall, antes e um Vinícius, na Pium-í 1.259 no Anchieta, depois foi a receita desta sexta-feira.

O Vinícius funciona no mesmo local onde funcionou o Artezanato da Pizza, mantendo os pizzaiolos, os garçons e, principalmente, a qualidade das massas.

 E para não sair fora do clima bem carioca da decoração do local (capas de discos do Poetinha, fotos do Rio e piso de ladrilhos preto e branco) pedimos uma Bossa Nova com massa fina e uma Vinícius com massa normal, que são os carros-chefe da casa.

Destaque para a adega climatizada e envidraçada, que em uma das paredes laterais com acesso livre a fregueses e a reprodução do calçadão carioca na parede oposta.

 Enquanto comíamos a deliciosa e crocante massa finíssima da Bossa Nova (molho pesto, mussarela de búfula e tomate cereja), Chico lembrava que quando veio de Poços de Caldas para Belo Horizonte, o que o fez sentir que tinha entrada para a modernidade, foi quando comeu a primeira das muitas famosas pizzas do Pizzaiolo, com a massa bem grossa e recheadas de fatias grossas de pimentão, ovo cozido, tomate, etc., nas versões à moda ou portuguesa.

Já a Marina sentiu o gosto de modernidade quando experimentou seu primeiro Chicabom e pode comparar com os picolés de Salinas que viravam gelo à medida que o chupávamos; mas esta é outra história.

A Vinícius (calabresa, gorgonzola e presunto de Parma cru), com massa normal, porém bem mais fina que a primeira pizza do Chico, completou a rodada, com a ajuda de chopp escuro Xingu, Heinekens e refrigerantes, quando ficamos R$115,00 menos ricos.

Este local compete, em pé de igualdade, com as boas pizzarias belo-horizontinas, na minha modesta opinião de iniciante nestes assuntos gastronômicos. 

Estou aqui, agora, sem entender porque não tinha mais ninguém no local às 2 horas da manhã quando fomos embora – já tinha muito pouca gente quando chegamos por volta da meia noite – e porque o Chico não quis experimentar o Zuccotini (bolo italiano servido com ganache de chocolate, sorvete e calda de morangos).

O que é isto companheiro?

Anúncios