Arquivo do dia: 22/07/2009

21 de julho – Silvio´s Bar

DSC05240reduzida

Begônia Sem Fim

O Humberto sugeriu que este texto tivesse o título acima e eu não poderia deixar de atender este pedido dele, ainda mais hoje, que ele completa vinte e cinco anos de casado e pagou a conta toda. A sugestão do título foi dada quando o Chico disse que esta expressão poderia ser um nome de uma poesia, de um romance, de um filme. – Ou de um bolero. – eu completei, após constatarmos que a Rua Begônia é fechada antes de chegar na Andradas.

Se vocês ainda não perceberam, lembro que o Silvio´s Bar fica na Rua Begônia 199, Bairro Esplanada, 3428-3001. E é muito fácil chegar lá, basta pegar a Andradas, passar a Câmara Municipal e virar à direita, onde tem a Marmoraria. E pra quem sabe, esta é a oitava participação dele no Comida di Buteco, desde 2001.

Eu estava de olho neste Silvio desde o dia em que um colega de trabalho falava, perto de mim, de um buteco que ele tinha ido e era muito bom. Aproximei-me, pedi o endereço e ele não sabia nem o nome. Depois se informou, me deu as dicas e sugeriu: – Peça um jiló com parmesão, uma farofa de jiló, uma rabada e um pé de porco.

Decidimos fazer diferente e pedimos: Jiló com parmesão, Anguioba, Joelho de Porco e Três em Um. O jiló com parmesão já era um velho conhecido nosso de Comida di Buteco de anos atrás; o Anguioba, era o prato, deste ano, do Comida (bisteca com taioba, angu e pimenta biquinho) – olha a pimenta biquinho aí, gente! O Joelho de Porco vem fatiado para a mesa. Três em Um foi pedido depois da conta fechada: batata frita fina com molho bolonhesa e queijo ralado; você pega a batata, umedece no molho, enfia no queijo ralado e está pronta para ser comida.

Pronto. Como esquecer que os vinte e cinco anos de casados do Humberto e Vilminha, foram comemorados na companhia de Chico, Marina, Myriam, Sara, Pedro, Ana Luiza, Anguioba, Jiló com Parmesão, Joelho de Porco, Serra Malte e Indaiazinha no Silvio´s?

Neste bar com um interessante balcão em forma de U rodeado por quarenta banquetas, inaugurado há 36 anos, onde a proprietária – Maria da Piedade, na companhia do marido Sílvio (morto no início do ano passado) fazia jornada tripla de trabalho: de manhã cortava cabelo dos clientes no salão ao lado do bar, comandava a cozinha à tarde e de noite beijava a boca do marido.

O Chico, para não perder a oportunidade deu pêsames ao Fernando, garçom no bar há dezoito anos, pela morte do Silvio e este, quase emocionado, aceitou. E ficou acertado: é lá que comemoraremos as bodas de ouro do Humberto e Vilminha.