28 de julho – Bar do Marquinho

26072009339[1]reduzida

Li no jornal que os butecos no Reino Unido estão em crise e que 52 pubs são fechados por semana; e que, desde julho do ano passado, 2.300 estabelecimentos já fecharam as portas, provocando 24.000 demissões, por causa do desemprego em alta, queda no crédito e a pior recessão em décadas.

O Bar do Marquinho, localizado no distrito de São José, em Esmeraldas não foi avisado deste problema mundial e continua firme, vendendo seus quibes, seus pastéis e suas coxas de frango, a dois real cada. Se você der sorte e estiver lá quando esses petiscos saem da frigideira, pode até comer algo quente, senão vai ter que ser frio mesmo.

Mas se você não gosta de petisco frio, pode ordenar uma pizza grande a R$15,00 ou uma média a R$7,50. Ah!, não pode ter pressa porque o Marquinho vai lhe avisar que o forno é a lenha e ele tem, primeiro, que esquentar o forno. Eu, como sou muito calorento e apressado, fui de coxa de frango frita e fria mesmo.

O problema está com a temperatura da cerveja, pois o freezer vertical ainda não chegou lá. Não se esqueça, portanto, daquele famoso pedido “uma gelada no capricho, daquelas lá do fundo, pra diretoria,…” senão o Marquinho pega qualquer uma e aí vem cerveja quente; principalmente se for domingo.

Não tenho o endereço do bar, aliás lá não tem endereço, mas é fácil de encontrar. Pegue a 040 na direção de Esmeraldas, passe pelo centro da cidade, pegue a direção de São José, passe ao lado da igreja, pergunte onde é o campo de futebol e lá em frente está o Bar do Marquinho. Se for um domingo de manhã, ainda assiste um jogo de futebol de graça, pois da varanda do bar pode-se ver o campo.

E se tiver interesse pode comprar uma chácara no Paraíso das Esmeraldas com as corretoras Simone e Carla, que fica a quinze quilômetros do bar, em uma estrada de terra. Negócio de oportunidade em noventas prestações; Inácio vai comprar uma, com a devida avaliação dos entendidos no assunto: Luiz Henrique, Marcos (que tava com um jeitão danado daqueles camaradas de Seu Jove) e eu.

Mas mudando de assunto, como se diz, de pau pra cacete, gostaria de saber a opinião de vocês, a respeito da aposta que meus sobrinhos fizeram. O Ori (18 anos) apostou, R$1.000,00, com o Gabriel (8 anos) que este vai beijar na boca antes de fazer 16 anos. O Gabriel apostou que não. Quem vocês acham que vai ganhar a aposta? Respostas para o blog.

Anúncios

5 Respostas para “28 de julho – Bar do Marquinho

  1. Eu dobro a aposta, Gabriel!

  2. Ótimo texto…..

    Pelo visto, além de poder dobrar a aposta, acredito que pode-se também abaixar a idade…..

    Abraços

  3. Eu também acho que o Ori ganha essa aposta “facim, facim” e quero que divida o prêmio comigo (rsrs).

  4. Cenas de um inverno

    Um dia após chegar na praia:

    Gabriel: Eu não vou beijar ninguém não antes dos 16. Eu ganho essa aposta de qualquer jeito!

    Uma semana depois, após muitas idas à uma praia repleta de garotas:

    Gabriel: Será que o Ori não esquece dessa aposta não?

    Meu comentário:
    Alguém ainda acredita que ele ganha? Avisaram que o sobrenome dele é Borges? rsrsrs…

    P.S Ori, tem que dividir o dinheiro com a madrinha também!

  5. Tio Agusto,
    Primeiramente ja destaco que, mesmo sem conhecer os garotos da aposta; o henrique poderia ser um fator importante para esta aposta, mas o mesmo ja “amarrou seu burro na sombra” ou seria “pendurou as chuteiras”. Ah, estou aguaradando o seu telefonema, ok? Sou como um camaleão e me adapto em qq meio. Abrs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s