29 de julho – Bar 22 do Mineirão

DSC05249reduzida

Primeira mentira: apenas no Mineirão tem-se a opção de comer uma refeição, pois nos outros estádios brasileiros só se vende salgadinhos e sanduíches. O Palestra Itália está aí para confirmar que é mentira, pois lá, pode-se comer macarrão, pizzas e feijoada.

Segunda mentira: o Feijão Tropeiro do Mineirão é uma delícia. Foi-se o tempo em que diversas pessoas iam ao Mineirão, mais para comer um tropeiro que pelo jogo em si. Atualmente, com o preço dos ingressos em alta o torcedor tem que escolher, ou assiste ao jogo ou come um tropeiro.

E com a qualidade do tropeiro em baixa, tornou-se um risco para a saúde de quem consegue engolir aquele monte de farinha, com torresmos moles, ovo frito e carne de origem desconhecida. Depois de diarréias seguidas, parei com esta tradição e sempre vou alimentado para o Mineirão.

Eu acredito que o álcool da cerveja ajudava a neutralizar o efeito maledicente, como nestes casos, mas como agora só vendem cerveja sem álcool (ou este suco de pêra que a Letícia gosta), ficamos totalmente desprotegidos.

A versão inventada pelo Gabriel, quando tinha quatro anos, arroz com ovo, é mais gostosa e muito mais segura.

Estes pratos servem mais para sujar as cadeiras que para alimentar, pois são abandonados, ainda com muita comida, por onde as pessoas passam, quando não o utilizam para se vingarem de um juiz ladrão ou de um jogador perna-de-pau e o arremessam de qualquer jeito e, invariavelmente, param nas costas ou na cabeça de quem preferiria tutu.

É mais seguro comer na barraca do João, do lado de fora, onde dispomos de informação privilegiada, pois ele avisa: – Não come meu espetinho hoje não, que está estragado. – e não para de vender para os incautos. Esta comida é feita, normalmente, na manhã do dia do jogo, ou no dia anterior, e fica durante muito tempo lhe aguardando, sem uma conservação adequada, À vezes, vendem na quinta o que não foi vendido na quarta ou no domingo o que não foi vendido no sábado.

Fuja, igualmente, dos sanduíches de pernil ou lombo, dos cachorros-quente, dos churrasquinhos sortidos e das porções de torresmo. Se a fome apertar, de fato, coma bolinhos de feijão (R$0,50 cada) ou pipocas (sacos de 2 ou 3 reais).

Se seu time ganhar, arrisque e coma qualquer coisa que o santo ajuda.

Anúncios

2 Respostas para “29 de julho – Bar 22 do Mineirão

  1. Dessa vez foi por pouco… Tambem estava neste jogo e comi um tropeirao no bar 23…
    Um dia a gente se “esbarra”.

  2. O do bar 26 tava bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s