11/11/09 – Braca Botequim

DSC09886reduzida

         O Festival Bar em Bar, pouquíssimo divulgado, (www.barembar.com.br), que congrega os renegados do Comida di Buteco, conduziu-me ao Braca, na Rua Rio de Janeiro, 2201, em Lourdes.

         O bar tem um enorme charme. Com seu espaço interno diminuto, ocupado totalmente pelo balcão, oferece 120 lugares nas mesas colocadas apenas no recuado do prédio, sem interferir com o trânsito de pessoas no passeio.

         Em tudo remete ao Rio de Janeiro, sem descuidar da identidade de BH. Desde o endereço (Rua Rio de Janeiro) até ao nome que é uma homenagem ao Bracarense – ícone da noite carioca – passando pelas letras das músicas do Pacífico Mascarenhas (pai de um dos donos) falando do Rio, até no detalhe de servir mandioca e chamá-la de aipim.

         Segui a orientação do folheto que me levou lá e pedi uma porção de “Bolinho de Picanha”; cada um dos seis bolinhos é recheado com queijo canastra e cobertos com molho barbecue, por apenas R$9,50, uma pechincha. Estava com o sal no ponto para quem é chegado e para quem está pronto para beber diversos chopps, mas não pra mim que venho reduzindo o consumo deste pó branco.

         Os donos são parentes dos sócios do Redentor e antigo Urca e seguem a mesma tática com a carta de chopp. Com dois tipos de chopp fazem a carta completa, misturando estes dois tipos e mudando o colarinho. Escolhem nomes sugestivos para cada combinação e vamos que vamos.

         No Braça o mote para os nomes dos chopps são de jogadores de futebol famosos que têm seus nomes modificados de forma bastante humorada. Lá você encontra o Mano Dedios, Bequen Bauer, Quizi Dane  e Homer Hito, entre outros, todos vestidos com a camisa do América para agradar a gregos e goianos.

         O cardápio é um primor de bom gosto tanto na estética como na diversidade e na criatividade. Carne de Panela com chopp preto e Exibidinho de Camarão ficaram para a próxima. Restou, também, a esperança de que a empadinha tenha a mesma qualidade dos grandes butecos do Rio.

         Resolvi desobedecer a recomendação médica e para a minha venialidade escolhi um Garotinho de 220 ml, que veio com um terço de espuma, conforme a minha solicitação, e voltou com a metade do líquido que veio.

         Guilherme, um dos sócios que estava de plantão, aceitou cortesmente o meu convite para aparecer na foto comigo. Escolhi uma mesinha alta pra combinar com o pouco tempo que fiquei lá.

         Incômodo foi só com a palavra “cracaço” escrita “cracasso” no cardápio. Incômodo por que, se não são dicionarizadas? Não sei. Só sei que pelotaço é com cê cedilha. Guilherme vai perguntar: Mas isto é um blog de buteco ou de português?

Anúncios

14 Respostas para “11/11/09 – Braca Botequim

  1. Juliana Borges

    Augusto,

    divulguei nas “dicas da semana”, no meu blog, este festival, semana passada. Viu como o Prima Letra está por dentro?

    Quanto a este bar, estou a fim de conhecê-lo faz tempo. Pena que não soube de sua ida a ele.

  2. Augusto,
    Interessante seu comentário que me leva a tentar visitar o Braca mais uma vez. Fomos uns 8 amigos em um sábado , no dia seguinte de uma noticia sobre o Braca no Estado de Minas. O chopp demorava a vir, quendo vinha estava quente, um amigo pediu um cremoso e veio sem colarinho, enfim um desastre. Talvez a infra estrutura tenha melhorado. Tentarei … Abs,

  3. Clóvis,
    vamos combinar uma ida então. Quem sabe depois desses comentários eles irão nos atender com mais atenção. A gente leva o blogueiro junto, pra não ter dúvida!

  4. Eu fui e voltei!

  5. Juliana Borges

    Então a gente leva o André também, porque se der zebra, ele advoga em nossa causa.

  6. Lito Mascarenhas

    Augusto, boa tarde. Primeiro, gostaria de agradecer sua visita ao Braca e convidá lo a ir mais vezes ao nosso bar experimentar outros de nossos tira gostos. Segundo, gostaria de elogiar seu blog, bastante interessante e totalmente realista nas suas informações. Grande abraço a todos e o Braca é a casa de vcs tb. Qualquer reclamação ou elogio, favor nos informar para q possamos melhorar sempre. Abs, Lito

  7. Uai, deu vontade de conhecer o Braca. Aí seria um paranaense, criado em São Paulo num bar carioca em Minas Gerais… que confusão, isso depois de uma meia dúzia de chopps vira quase um poema de Drummond.

    Augusto, esse texto já é um dos meus favoritos para entrar no livro. Se é que vai existir eleição!? 🙂

    Juliana, qual é o endereço de seu blog. Gostaria de conhecer.

    Abrasso, (só pra irritar o blogueiro)
    Fábio rsrs

  8. augustonobuteco

    Falô Lito, tenho muitos amigos querendo que eu retorne aí com eles. Qualquer dia apareço. Um abraço, Augusto.

  9. Juliana Borges

    Oi Fabinho,
    é só clicar no meu nome (acima) que você já cai lá, no Prima Letra.

    Será um prazer recebê-lo.

    Abraço, com ç mesmo, rsrsrs.

    Juliana.

  10. Vou deixar o endereço.

    Parece que nem sempre clicando no nome dá certo.

    http://primaletra.blogspot.com/

  11. Lito Mascarenhas

    Oi Augusto, tô te esperando lá. Tá faltando colocar o Braca no seu indice de Butecos, abs Lito

  12. augustonobuteco

    Lito, pedido atendido. Augusto

  13. Augusto e atendendo a pedidos, corrigimos o “cracaço” para que na sua próxima visita tudo seja perfeito, grande “abrasso”

  14. augustonobuteco

    Vinícius, como é que vocês ficam perdendo com as minhas bobagens? Era só para alegrar o texto.
    Qualquer dia vamos aí. Um abraço,
    Augusto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s