13/12/09 – Sindicato da Cerveja

Os garçons estavam extremamente elegantes com aventais pretos com risco de giz, muito educados, bem informados sobre as bebidas e pratos. O ambiente ensombrado, tanto dentro da casa quanto na calçada, atrai quem quer passar o tempo como sugere o endereço (Rua Passatempo 14 – Anchieta – 3287-7748). As duas cervejas, com as quais abrimos os trabalhos – uma Confraria e outra Weiss da Boehmia – prepararam adequadamente as nossas mentes para saborear duas porções de Puxa Saco, composta, cada uma, por seis saborosos bolinhos de arroz, em quantidade e tamanho adequados para não tirar o apetite do almoço.

Estávamos preparados, prontos para a degustação do prato principal: dois Joelhos de Porco com batatas (R$36,90 cada), que é o carro chefe do Sindicato desde a inauguração do restaurante a quatorze anos atrás, quando fez grande sucesso devido à originalidade. Para reforçar, arroz e uma porção de tropeiro.

Quando vieram os pratos, um susto. Cadê os joelhos? São estes pedaços de carne cortados, espalhados sobre as batatas cozidas e o repolho refogado? Por que os joelhos não são servidos inteiros, como sempre se fez, se são tão bonitos e o trabalho de cortá-los não demanda esforço algum? Ah! A mesa estava um pouco apertada e cortamos antes de trazê-los à mesa, mas quando os clientes pedem, nós os servimos inteiros. Entendi. Da próxima vez vou pedir corretamente.

Nada poderia reverter minha brochada. Perdi o foco com o não funcionamento da máquina fotográfica que me obrigou ir ao carro buscar novas baterias. Perdi o joelho, mas quem comeu garantiu que estava ótimo; fiquei com as batatas.

O Machado bem que poderia ter dito: “ao perdedor, as batatas”.

Anúncios

Uma resposta para “13/12/09 – Sindicato da Cerveja

  1. Eu, que tive o prazer de estar neste almoço, achei tudo perfeito. Inclusive a delicadeza do blogueiro que em nenhum momento nos transmitiu essa brochada que ele descreveu acima. Pra mim, foi uma surpresa enorme saber de seu desgosto.
    Ele está se tornando cada vez mais profissional, saindo-se “bem na foto”, pra não estragar o programa.
    E depois? Ah, depois a gente lê no blog suas confidências…mineiras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s