18/6/10 – Bar do Júlio

Encontrei o Vítor sentado, com um amigo, em uma das mesas da calçada do Bar do Júlio, na Rua Turfa 514, Prado, 3332-6446, bar de esquina, que é da família dos que foram mercearia anteriormente. Imediatamente me lembrei de já ter ido lá, uma vez, em 2006, para comer a Salada de Bacalhau, quando concorreu no Comida di Buteco. Ele me contou que “vive” naquele bar e os pais não se importam e que não sabe o que é comida de buteco.

Os pais não se importam porque, desta forma, enquanto trabalham tem o filho por perto. Ele não sabe o que é comida de buteco porque só come a comida que a avó – a dona Maria Augusta – com seus 75 anos, prepara diuturnamente para este bar.

Ele me mostrou a pequena passagem atrás do balcão, que liga o bar à casa, por onde ela atravessa sem nenhuma dificuldade para buscar na cozinha de sua casa, os petiscos que são servidos no bar. Ele me apresentou a esta senhora de origem portuguesa e fiquei impressionado com a vitalidade dela. Ele me apresentou a seu pai, o Antonio, que é o atual dono e atrás do balcão comanda o espetáculo.

Ele me contou que nasceu em 1958 junto com bar, época em que seu tio-avô, o Júlio, adquiriu a mercearia que funcionava no local. Contou-me que o bar funciona das 9 até às 23 horas e que não abre aos domingos.

E o Antonio me indicou a Língua ao Molho de Vinho com Lingüiça Calabresa e Pãezinhos (R$15,00 a porção), prato que concorreu em 2003 no Comida di Buteco. Indicou-me também a moela (R$13,00 a porção) que também é servida com pãezinhos. O tempero da dona Maria Augusta recebeu a aprovação imediata de todos.

Ele me contou que não tinha a Salada de Bacalhau (R$18,00), de 2006, por ser um prato  frio e ter pouca saída nesta época do ano. E que também não tinha o Bolinho de Bacalhau (R$1,80 a unidade), de 2002, já que a chef só prepara este prato quando encontra um tipo específico de batata, adequada para o preparo dos bolinhos, que o deixam com textura adequada.

Quando vocês ficarem com vontade de comer a comida da avó, caso tenham mais sorte que eu, peçam a Salada e o Bolinho. Se estiver chovendo tentem fazer reserva porque só existe 3 lugares no balcão; existem 10 mesas na calçada.

E levem o meu abraço para a dona Maria Augusta.

Anúncios

5 Respostas para “18/6/10 – Bar do Júlio

  1. Augusto,

    Gostei do ambiente, do atendimento e a adorei as companhias, mas as iguarias do local não transitam muito bem pelo meu paladar. Coisa pessoal mesmo!

    Abração,
    Fabinho.

  2. augustonobuteco

    Fabinho,
    e aí? Como foi o restante da noite? Salvaram-se todos?
    Com relação ao seu comentário – não sei como funciona com você – posso lhe informar (só pra você) que o meu paladar é fortemente influenciado pelo meu humor.
    Um abraço,
    Augusto

  3. Tooooodo o resto da noite eu não posso contar Augusto, mas até 1h16min estávamos no Amarelim da Francisco Sá, após termos passado pelo Ex-Skilão, Júlio, Bananeiras, Agosto e Rima dos Sabores.

    Fomos convidados à nos retirar do local, pois os garçons estavam preocupados com o último ônibus da linha 1113 (Lindéia) que passava à 1h35min.

    Os últimos sobreviventes: Fabinho, Thas, Ivana e Ronaldo Sobreiro.

    Um abraço,
    Fabinho.

  4. Com a nova reforma ortográfica caiu o trema e também aquela crase ali de cima em “à nos retirar”.

    Até,
    Fabinho.

  5. Eugenio Raggi

    Augusto,

    É muito bom ver um bar que ainda aposta na deliciosa “baixa gastronomia”. Odeio perambular por novos bares que insistem em pratos cremosos (Catupirys e afins), salmõezinhos, alcaparras, peitos de frango, kanis e outras frescuradas completamente alheias à verdadeira comida de butequim.

    Palmas aos que insistem nas moelas, sardinhas, rabadas, pernil de estufa, almondegas, maçã de peito, dobradinha, torresmo, canjiquinha, pé de porco, galopé, feijoada…

    Por onde anda a essência do buteco? Lugar de gente fresca é nos bistrôs e outros queijandos similares. No buteco manda o balcão, o copo sujo e a comida de macho!!

    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s