25/9/10 – Saatore

Pelas últimas postagens vocês hão de pensar que este blog tucanou, abandonou a senzala e se encantou pela casa-grande. Não é nada disso. Foram coincidências, circunstâncias, companhias. Hoje mesmo, por curiosidade e atendendo sugestão da Raquel, quis ver como funciona a 1ª edição do Restaurant Week de Beagá (www.restaurantweek.com.br) que envolve trinta restaurantes e acontecerá de 20 deste mês até o próximo domingo, dia 3/10.

Este projeto começou em Nova York em 1992 para combater o impacto negativo da baixa temporada em seus caixas, promovendo curta temporada de menus a preços reduzidos para atrair um público que não hábito de frequentá-los. Chegou em São Paulo em 2007, quando acontece duas vezes por ano, e agora é a vez de Beagá.

Mirei nO Dádiva, não consegui reserva e, na porta, a atendente desaconselhou a espera devido à demora, já que o nosso grupo era de 10 pessoas. De olho na lista dos restaurantes participantes – a maioria atendia apenas para o jantar – escolhemos o Saatore que aceitou a reserva pelo telefone (3339-3180) e estava perto na Avenida Álvares Cabral, 1171, em Lourdes. Reserva que nem precisava, pois o restaurante que funciona dentro de hotel estava apenas com menos da metade da ocupação de 140 lugares.

Gostei da decoração (divisória feita com pratos e um grande mapa de Itália feito com macarrão), e espaço e da formalidade com que atendem. Mas é só isso; afinal é um restaurante de hotel e está em decadência. O prato único que poderia ser adquirido por R$27,50 era composto da entrada (salada de alface, endívia, maçã temperados com molho de gorgonzola), prato principal (Brochete de Picanha grelhada com arroz de rúcula) e sobremesa (Pêra Caramelada com sorvete de creme). Todos os restaurantes tem o mesmo preço e o jantar, com outro menu, custa R$39,00.

Não posso dizer que tenha me arrependido porque experiência é sempre experiência, mas o pessoal que abandonei no Via Cristina comeu melhor que eu.

Anúncios

4 Respostas para “25/9/10 – Saatore

  1. Augusto,
    Confesso que nas últimas semanas tive a impressão de que o blog estava mesmo tucanando (ótima sacada, adorei). E por essa razão as suas explicações são muito bem vindas, até porque nem um butequeiro funcionário público como eu (leia-se: com restrições orçamentárias) poderia perder uma oportunidade como o Restaurant Week.
    PODERIA, pois ao ler matérias a respeito, conferir a lista definitiva e conversar com amigos mais entendidos, constatei que esse evento infelizmente é uma farsa. Soube que algumas casas participantes criaram pratos exclusivos para o evento, lançando mão para tanto de ingredientes mais baratos. Considerando que o objetivo original do evento é a popularização da alta gastronomia, não nego a minha frustração.
    Por essas razões, tenho preferido percorrer o Circuito Gastronômico da Pampulha, já sugerindo uma visita sua em algumas das casas. Mas não vá sem antes acessar o site http://www.circuitogastropampulha.com.br/ e conhecer as regras e descontos.
    Sobre o Saatore, coincidentemente já o visitei, por ocasião de um evento de empresa. E você disso tudo a respeito do lugar: “é um restaurante de hotel e está em decadência”.
    Abraços,
    Pedrão

  2. O leitor acima tem razão, mas posso dizer que não é o caso do Hemengarda. O problema mesmo é conseguir mesa. Tentei comparecer sábado passado, mas estava lotado e impossível de conseguir uma mesa naquele dia ainda. Uma pena. Mas não sei não, acho que mesmo com a farsa, acho que vale a pena tentar conferir. Nesse caso, acho mesmo que o blogueiro deu uma azar danado com a escolha!

  3. Guilherme Girão

    Augusto,
    estive no Haus Munchen e no Ficus para conferir o BHRW. Ambos me decepcionaram (o primeiro mais que o segundo). Ouvi falar bem do Hermengarda apenas, mas não consegui mesa nos dias que eu gostaria.
    Sou do tipo tucanado, como você diz, que gosta de restaurantes. Então, pra mim, eu prefiro visitar restaurantes fora de festivais. Porém, como a ideia do BHRW é atrair pessoas que não tem hábito de frequentar restaurantes, acho que eu que não sou público-alvo, né!?
    Abraço

  4. Augusto
    Estive aqui, mas não tive tempo de deixar um recado maior.
    Um abraço para vc e para Cristina
    Lair

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s