Bar do Popó – 29/4/11

São duas entidades habitando o mesmo corpo, são duas propostas no mesmo endereço: Rua Romualdo Lopes Cançado, 237 – Bairro Castelo (3471-4960). Sob uma administração, de segunda a sábado, o Empório Clã oferece self-service para almoço e de segunda a sábado o Popó assume o bar que resolvi chamar de Bar do Popó. Mesas internas e mesas na calçada são opções para uma freguesia que deixa transparecer o contentamento de estar alí.

Com uma gentileza e uma fineza de tratamento incomuns em butecos, o Popó apresenta a sua carta de cervejas: Brahma, Skol e Antártica que chegam meio grau de temperatura menor que a temperatura de congelamento. E adverte que poucas gotas da pimenta que serve  são suficientes para muitas lágrimas.

E trouxe a sua carta de tira-gostos em um pequeno pedaço de papel, escrito à mão, no qual cabia todos os sabores da nossa gastronomia: Tropeiro a R$8,00, Dobradinha a R$9,00, Contra filé com fritas a R$20,00, Torresmo a R$5,00, Língua de Boi a R$13,90, Bolinhos de Mandioca recheados com carne seca ou bacalhau (10 unidades) a R$12,00, Mandioca frita a R$6,00, Mini-quibe (15 unidades) a R$10,00, Pé de Porco, Pescoço de Peru e Costela de Boi a R$7,50.

Escolhi os dois pratos mais complicados: Dobradinha e Língua de Boi acompanhados de pãezinhos. Estavam perfeitos.  Divinos, sem nenhum defeito. Textura perfeita para duas carnes muito difíceis de serem feitas. Parece que a língua é fritada antes de ser cozida.

Trata-se daquele tipo de bar que os clientes vão atrás quando ele muda de endereço. Pelo que ouvi, com as atuais dificuldades com o trânsito, os clientes estão vendendo os seus os seus imóveis e comprando outros perto de onde o Popó vai.

De agora em diante, quando me pedirem indicações de três bons butecos em Beagá o Bar do Popó estará entre eles.

Anúncios

3 Respostas para “Bar do Popó – 29/4/11

  1. Cada quebrada que você descobre, heim Augusto! Quando vier a Salinas quero te aplicar no Honolulu Bar.

  2. Flavio Morais

    Sorry! Esqueci de me identificar. Grande abraço!

  3. augustonobuteco

    Flávio,
    era nesse bar que íamos juntos naquele dia que saimos e o trânsito não deixou. Desta vez foi a mesma coisa: mais de uma hora para chegar lá. Valeu a penas.
    Um abraço,
    Augusto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s