Baiana do Acarajé – 24/8/11

O Baiana do Acarajé começou com uma porta em 1998 na Rua Antonio de Albuquerque 473 (3223-3635), atravessou a rua e se instalou no número 440 (3264-5804) em um espaço maior com mesas internas e externas. As reformas na Savassi não o atrapalharam sobremaneira; creio até que foi ajudado pois o passeio ficou cercado por tapumes e containeres dando a impressão que o passeio é uma extensão do bar.

É citado como um restaurante mas o frequentamos com um bar. Deixamos as moquecas, bobós, vatapás, mariscados e ensopados de lado e fomos de Casquinha de Caranguejo (R$7,90), Acarajé Fresco (R$7,50), Entrada Mista (R$37,90) e Escondidinho de Camarão (R$19,90) com Bohemias Weiss long neck (R$6,90). Sem faltar a cocada mole a R$4,50.

O Acarajé é servido em prato com o recheio fora do bolinho de feijão o que facilita o consumo, a Entrada Mista de lula, peixe e camarão é acompanhada de um molho que não me dei ao trabalho de identificar e o Escondidinho é feito com requeijão cremoso e um pouco de mandioca.

Bem, mas e a qualidade? Achei tudo bem mais ou menos. Comi, desceu bem, sem nenhum problema. Reparos: (1) o empanado dos frutos do mar da Entrada Mista estava muito espesso brigando com o sabor dos mesmos e (2) a solução de adicionar requeijão cremoso em substituição à mandioca no Escondidinho para evitar que a mandioca matasse o camarão descaracterizou o prato, deixando-o muito fluido. Resultou numa equação sem solução pois diminuir a quantidade de mandioca para equilibrar reduziria o tamanho do prato. O certo é que não tenho paladar desenvolvido e experiência consistentes para avaliação de frutos do mar.

No cardápio constavam as cervejas Bohemias Weiss e Escura de 550 ml ao preço de R$9,90 mas tinham acabado. Penso que, da mesma forma que as padarias são obrigadas a fornecer pães especiais ao preço do pão francês quando estes acabam, os bares deveriam ser também obrigados a fornecer cervejas mais caras pelo preço das maias baratas quando estas estiverem em falta. Se o problema é distribuidor ou fabricante que resolvam por lá. Tenho certeza que acabaria essa desculpa esfarrapada de “tem mas acabou”.

Anúncios

Uma resposta para “Baiana do Acarajé – 24/8/11

  1. Pedrão de Castro

    Gosto muito da atmosfera do Baiana do Acarajé, que me parece muito democrática, até pela sua localização. Mas sempre depois de petiscar um de seus acarajés saio com a sensação de que poderia ser melhor.

    Certa vez um amigo de Montes Claros me indicou a prosaica carne de sol com mandioca como uma das boas opções do Baiana, e é o que tenho pedido sempre que retorno ao boteco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s