Baiúca – 31/12/11

Apesar de ter me comportamento como um gazeteiro profissional nesse mes de dezembro, corri para um buteco no último dia do ano, acreditando na simpatia que garante a repetição durante o ano seguinte de tudo que fizermos no último dia do ano anterior.

 

E assim, aninhamos-nos nessa tarde de sábado no quase desabitado Baiúca da rua Piauí 1884 – Funcionários (3225-5602), nesse endereço onde funciona um bar desde a década de setenta, conhecido por um famoso peixe ao molho tártaro. A curiosidade é que abre aos domingos e fecha na segunda. Existe outro na Rua Professor Estevão Pinto 1250 – Serra (3225-5095) que não conheço ainda.

 

A casa apesar de antiga está muito bem cuidada com suas mesas internas e externas, lembrando bastante o ambiente do Tip Top, seja pelo astral, seja pelo público.

 

Como estávamos sem suporte em casa utilizamos o bar para almoçar. Os pastéis de queijo (5 a R$12,00), o filé com fritas (R$48,00) com uma bela cobertura de queijo e o Filé ao molho madeira (R$74,00) acompanhando de arroz, champingnon e purê de batatas nos deixou satisfeitos.

 

Tudo isso veio sem que pudéssemos colocar qualquer reparo em qualquer aspecto; o mantra “o preço não é baixo, mas a qualidade é boa” era repetido para cada um dos pratos.

 

As 5 Brahmas Extra (R$6,30) substituiram as Serramalte que, apesar de custar o mesmo, viraram aquelas figurinhas carimbadas, muito difíceis de serem encontradas; acredito que seja por custarem apenas 15% a mais que as marcas mais comuns.

 

A coisa ia muito bem, com um atendimento muito profissional e simpático por parte dos graçons, mas um pequeno e desnecessário deslize ao final, retirou a nota máxima do local. Perderam pontos preciosos com o erro na conta, onde os tradicionais 10%, magicamente foram transformados em 16% para constrangimento de parte a parte, com piadinhas sarcásticas em off, desejando aos donos que Papai Noel lhes dê uma calculadora no próximo Natal e outras coisas do gênero.

 

Por fim, desejo a todos um feliz ano novo e desejo ainda – com a licença do Mestre – que esse fim seja um sem fim.

 

Anúncios

3 Respostas para “Baiúca – 31/12/11

  1. Silvio Torres

    E depois tem gente que vive a desancar nossa nobre classe política. Coitdada, a roubalheira desenfreada parece estar no DNA de boa parte da população tupiniquim…

  2. Salve mestre Augusto, crônica das boas e com direito a trocadilho ao final!

    Conheço justamente a outra unidade de A Baiúca, que é ampla, bem localizada, porém com atendimento deficiente. Por lá não se “enganaram” na conta, mas em uma das duas porções de “picanha” que pedimos. O engreçado é que nunca levaram filé à minha mesa quando pedi Alcatra ou Maminha…

    Não só as Serra Malte tem sumido, amigo, como também as Antarcticas do rótulo azul, aquela tradicional que não é nem Sub Zero e nem “Original”. Tenho pedido em todos os lugares que vou, para ter certeza de que a tese não é fruto da minha mania de perseguição.

  3. No Rio se bebe a melhor Antártica de rótulo azul!!!! Aqui ainda não dei pela falta…
    abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s