Salomé Bar – 2/6/12

A parede coberta com 300 marcas de cachaça, que lhe dá o título de segunda maior carta de cachaças da cidade, impressiona e confunde os iniciantes. A cuidadosa Carta de Cachaça, entretanto, com informações sobre a procedência, teor alcoólico, madeira e preço ajuda na escolha e na formação de uma cultura, consciência e desenvolvimento de paladar dos apreciadores ou iniciantes dessa bebida.

 

Antes de me dirigir ao bar acessei o site buscando o endereço e só consegui sair (opção própria) depois de escutar toda a música que começa a tocar ao abrir o site. Fiquei escutando Iracema do Adoniran Barbosa  e passeando pelo site (uma boa idéia), mas endereço mesmo que é bom não tinha. Encontrei o endereço da empresa franqueadora em Sorocaba, mas esqueceram de indicar o endereço aqui em BH (Rua Passa Tempo 335 – Sion, tel. 3654-5004), endereço que só consegui com amigos que estavam lá e tinham me convidado.

 

Mas já saí de casa sabendo que a minha cerveja preferida “Serramalte” custava o mesmo preço da Bohemia, Original, Brahma Extra e Budweiser (R$6), apenas vinte centavos a mais que a Brahma, Skol e Antártica. E tinha essa cerveja, de fato, contrariando a versão de muitos donos de bares que não conseguem comprá-la. Dessa forma, não precisei gastar não sei quanto a mais (no cardápio não consta os preços) com as importadas alemãs, belgas, argentinas e uruguaias.

 

Estão no ar há apenas nove meses. Reformaram uma casa, construindo uma varanda aberta e alta no que devia ser a garagem da casa. Vão ter que rebolar para controlar o barulho nessa varanda e evitar reclamações da exigente vizinhança, ainda mais nos dias de jogos de futebol que terminam quase à meia-noite.

 

O cardápio é bastante variado e sem frescuras. Estão lá os petiscos de carnes bovinas e suínas, as tábuas de carne, os caldos, os escondidinhos, as porções de pastéis, os lanches quentes e frios e a Pizza Frita (R$25) que deixei para conhecer em outra ocasião. Pela urgência da estada optei por uma porção de pastéis (10 unidades) de carne de sol com catupiry que estavam com recheio farto e de boa qualidade.

 

Achei o preço dessa porção de pastéis bastante honesta, bem como de todos os outros pratos que não provei – exceção feita aos petiscos com filé mignon, nada custa mais que R$30,00 – deixando entrever que estão dispostos a brigar feio pela clientela da região com os outros da região (Albanos, Tizé, etc), já que não fica a dever a esses concorrentes em qualidade, conforto, boas instalações, etc.

 

Gostei do fato de estarem declaradas no cardápio as condições de reserva de mesas, que é feita com facilidade através do site. Ao contrário dos bares de bairros abrem aos domingos e fecham nas segundas.

 

Fui lá para tomar posse no Conselho Fiscal da Acosb (associação que congrega os salinenses em BH), cargo que aceitei, ressalte-se,  pelo convite ter partido do presidente Eliseu Corrêa, por não ter o que fiscalizar e, principalmente,  pelas reuniões acontecerem apenas em bares.

 

Anúncios

7 Respostas para “Salomé Bar – 2/6/12

  1. Emiedson Faria

    Bora comentar Augusto.queremos ir la tambem. Estamos no seu rastro. Grande abraco

  2. augustonobuteco

    Gu, deu uma de andarilho e desde 07/06 está caminhando em parte da Estrada Real, retornando em 12/06 as suas atividades butequeiras. Cristina.

  3. augustonobuteco

    Emiedson,
    até voltei mais cedo pra atender seu pedido. Já está pronto.
    UM abraço,
    Augusto

  4. Salve Mestre Augusto!

    Não fazem um ou dois meses que flerto com este botequim, porém permanecia mineiramente cabreiro por se tratar de mais uma “rede nacional de bares”. Todavia as suas impressões foram determinantes para que eu saísse do muro, e em breve compartilho o que achei do Salomé.

    Um abraço!

  5. augustonobuteco

    Pedrão,
    enviei para você um e-mail propondo uma dia para encontrarmos para tratarmos do OFF CdB 2013. Você recebeu? Se não, me avise, urgente.
    Um abraço,
    Augusto

  6. Vi lá, Augusto. Tinha ido parar nos spams, mas já respondi!

    Um abraço!

  7. Paula Gabriele

    Olá Augusto,

    Conheci o Salomé quando um amigo comemorou o aniversário lá, aprovei a casa, muito bacana! Pelo que percebi no site se trata de uma franquia.
    O único problema é conseguir parar o carro lá perto, eu e meu namorado gastamos 30 minutos em uma quarta-feira, que luta!
    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s