Imagem

CCCP – 27/10/12

Trinta anos atrás a sigla CCCP nos remetia ao que líamos nas camisas de futebol dos jogadores da Rússia e eu sabia apenas que um daqueles cês referia-se a comunismo. Hoje, aqui em BH, significa Cult Club Cine Pub e fica na Rua Levindo Lopes, 358, na Savassi, funcionando todos os dias – só não funciona às segundas – à noite.

Trinta anos atrás eu pesava 15 quilos a menos que hoje e ia a um buteco a cada dez vezes que ia cinema. Hoje, invertida as proporções, tenho que saber qual camisa esconde melhor a barriga que insiste em aparecer. Posso lamentar mas não posso reclamar que a cidade tenha perdido mais uma das poucas salas de cinemas e ganhado mais um bar.

Trata-se uma casa com música, aproveitando a adequação acústica do espaço, retendo todo o som do DJ e baterista que se apresentavam nessa noite. A tela do cinema foi mantida e as 15 torneiras de chope com seu largo balcão com banquinhos deixa-a parecida com o que imaginamos ser um Pub.

Deu um pouco de trabalho, mas aceitaram nossos argumentos de que a entrada de R$20, para quem chega até às 21:30 hs, poderia ser transformada em consumação, graças a intervenção de uma funcionária que, honesta e corajosamente, confirmou a informação que ela própria tinha nos passado durante a semana.

Tudo resolvido, eu estava pronto para conhecer o líquido que saia das anunciadas 15 torneiras. Algumas estavam em falta, mas o cardápio apresentava 13: Heineken, Stella Artois, 2 da Colorado, 2 da Falke, KUD, Taberna do Vale, Guiness, Old Speckled Hen, Honey Dew, Erdinger Weiss e La Trappe Quadrupel; todas em dois tamanhos e a maioria – as mais baratas – com preço por volta de R$7 para o menor copo.

Uma boa lista de petiscos, pratos, sanduíches e sobremesas, com culinária de diversos países ajunta-se ao cardápio ao lado de outra vasta lista de drinques.

O ambiente é muito bom, espaço cheinho, ótimo para uma paquera, com um público por volta dos 30 anos; não era o meu caso. Pretendo voltar numa quarta-feira para um jazz, mais adequado para meus ouvido, e sentir saudade dos tempos em que funcionava o Cine Clube Savassi.

Anúncios

6 Respostas para “CCCP – 27/10/12

  1. Augusto,
    Ótimo texto e ótimas cias ontem.
    Caso precise de cia para a quarta do jazz é só me chamar.
    Grande abraço
    Luquinhas

  2. MARCELO BRANDÃO

    Olá, Augusto! Excelente seu post sobre o CCCP. Tão bom quanto foi seu embate com os soviéticos sobre CONSUMAÇÃO X ENTRADA. Trata-se de dilema recorrente em casas de BH, principalmente, nos estabelecimentos da ZONA SUL. Já sofri algo parecido no recente NA MATA CAFÉ (que, com o perdão do trocadilho infame, quase me matou um dia desses) e no MAMBO DRINKERIA (nessa eu até consegui a conversão da entrada em consumação na portaria, mas, no caixa, os drinques que bebi para custear a consumação impediram a conferência da conta e eu acabei pagando a entrada também). Sobre as torneiras existentes no CCCP – o número quinze impressiona. Creio que, no Brasil, só visitei um bar com mais de quinze bicos de chope diferentes. Trata-se da fililal do BIER MARKT de PORTO ALEGRE que abriu recentemente. Essa nova casa dispõe de 22 torneiras fixadas numa grande chapa de policarbonato transparente através da qual é possível ver todos os barris que ficam em uma câmara resfriada. Esses 22 bicos servem chopes diferentes, entre importados, nacionais (artesanais e especiais) e convidados (cervejeiros caseiros). Cordial abraço, Marcelo Brandão.

  3. Conheci a casa ontem, realmente ficou mt bacana, mts opções de chopp, mas conseguir beber alguma coisa é uma tarefa árdua. Apenas 5 garçons atendem centenas de pessoas no balcão, que vira uma selva. O serviço tem que ser repensado.

  4. augustonobuteco

    Marcelo,
    acabo de sair do Bier Markt. Tem dois. Fui no mais novo que é mais espaçoso e tem as 22 torneiras. O mais antigo tem apenas 15. Depois te conto a aventura.
    Um abraço,
    Augusto

  5. augustonobuteco

    Diego,
    estou plenamente de acordo com você. O serviço não é bom; se melhoram esse quesito deixam os fregueses satisfeitos e aumentam o faturamento. Tomara que eles nos leiam e aproveitem.
    Um abraço,
    Augusto

  6. Ellen Diniz

    Também tenho saudades da época do Cine Clube Savassi, e vou pouco ao CCCP, só quando amigos convidam ou tem atração interessante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s