Imagem

Casinha – 11/12/12

DSC07479editada

Tenho dois segredos guardados no peito; um, vou contar agora o outro não contarei por estar sob juramento.

O que vou contar é que existe um espaço em BH que se chama Casinha; na verdade chamam-lhe Casinha. É uma casinha de fundos na Rua Juiz de Fora, entre Goitacazes e Tupis (Barro Preto), com acesso por uma portinha, sobre a qual não tem nenhuma placa que a identifique. Não tem telefone, mas quem atender no 9801-8356 terá prazer em lhe falar do local.

A Casinha é utilizada para aulas de capoeira e nas horas vagas, e como forma de sustentação do espaço, abre como espaço cultural. Tem uma sala principal pequena, decorada com imagens de antigos LPs, onde se assenta em almofadões sobre engradados e carretéis que servem de mesa; outra menor ainda contígua, ligada por um janelão, sem mesas. E um espaço externo pequeno com bancos, rodeado de plantas. E o corredor, o melhor espaço da casa: muito adequado para uma conversa em grupos, em pé. Tudo na casinha é pequeno, menos a fraternidade que está impregnada em todo ambiente e em todos que a freqüentam.

Nessa semana está com atividade mais intensa por estar comemorando seus 9 anos de existência. Nessa quarta tem Capoeira de Angola e Oficina de Tambor, na quinta tem Casinha Duets. A festa de aniversário será na sede da Escola de Samba Cidade Jardim.

Foi lá que aconteceu a famosa e única apresentação do Gera Duets, que deixou seus espaços internos completamente lotados, inclusive corredor, para êxtase de todos que compareceram. Eu fui um dos que perdi. Foi também iniciativa da Casinha a organização, este ano, do melhor São João de rua da cidade.

Assisti hoje a uma apresentação do grupo de chorinho Tapa Buraco, encostado na recém inaugurada tábua da janela, como quem está no camarote. O couvert artístico foi de R$6, mas poderia ser dez vezes pela qualidade do grupo, pela posição, pela distancia, conforto e clima de camaradagem que me envolvia.

O cardápio não é fixo. Nesse dia o bar servia chope da Krug (R$4) e a cozinha servia 2 opções de petisco (Joelho de Porco com batatas bravas e repolho e Linguiça Defumada com Bolinhos de Arroz) a R$6,50 com assinatura da Bruna Martins. Tudo estava a um esticão de braço de onde eu estava.

O outro segredo, o que não vou contar, é o número do local. Tentem achar, não será difícil. Será muito fácil se vocês, estando na Rua Juiz de Fora, entre Goitacazes e Tupis, buscarem cheiro de alfazema, sons de floresta, sabor de melancia e, principalmente, deixarem-se guiar por um coração desarmado.

Anúncios

7 Respostas para “Casinha – 11/12/12

  1. lindo texto, augusto. a casinha te espera mais vezes! abraço

  2. luiz chagas

    Bacana!

  3. augustonobuteco

    Matheus,
    gostei tanto que gostaria de virar sócio.
    Um abraço,
    Augusto

  4. Adorei a descrição.

  5. Daniel Quintela

    lindo texto, simples como é simples a casinha.

  6. Regina Magalhães

    Deu vontade de voltar na Casinha, após a leitura desse texto. Fui iniciada na casinha no Gera Duets, inesquecível!

  7. augustonobuteco

    Regina,
    você terá oportunidade de voltar à casinha em outro momento histórico pois, na esteira da sempre inveja que tenho do Gêra, estou organizando o show “Brega de Raiz” para ser lá.
    Um abraço,
    Augusto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s