Bar do David – Rio – 29/12/12

DSC07657

Entre a frase mais técnica da vizinha de mesa (uma alemã gaúcha) “Um caminho possível na favela” e a frase mais boêmia do também vizinho de mesa (um gaúcho italiano) “A culinária mais próxima do céu” para sintetizar o Bar do Davi, localizado na Ladeira Ary Barroso 66 – Chapéu da Mangueira, no Leme, fiquei com as duas.
Antes de ser uma estratégia mineira para não desagradar a ninguém, penso que as duas ideias se completam ou, seja, é o melhor caminho para ir à favela e comer bem.
Desavisadamente fui ao Bar do David pela escadaria, tendo uma visão privilegiada da calma reinante no entorno de uma favela carioca pacificada. Preferi descer pela ladeira para conhecer o acesso que pode ser feito de carro. No pé da ladeira existe um serviço de moto-taxi, que por modesto R$1 leva os moradores (ou fregueses do bar) até ao topo da ladeira. E nada de recusar o capacete pois o uso é obrigatório, devidamente vigiado pela polícia.
Eu poderia continuar subindo para os céus, quando me serviram a Feijoada de Frutos do Mar, acompanhada de arroz branco e farofa (R$19). Mas retardei a ida e, na falta da porção de Croquetes de Frutos do Mar (R$22) que deu o segundo lugar no Comida di Buteco da cidade em 2012. O empurrão final para o céu foi dado pela porção de Bolinho de Camrão empanado com Catupiry (R$16) que nunca concorreu a nada.
Esnobei o outro prato premiado – terceiro lugar no mesmo concurso em 2011 -, Tropeiro Carioca (R$18) porque achei que os nosso tropeiro mineiro é imbatível.
Foi o meu primeiro contato com a cerveja Bohemia de um litro mas fiz escolha pela Petrópolis Golden (R$12), sem perceber que o cardápio oferecia as Colorado por R420. Os pratos mereciam uma cerveja uma Colorado para o acompanhamento e faria a minha entrada no céu mais triunfal.
Cristina, entusiasmadíssima, depois de ter encarado uma infinidade de degraus da escada alternativa da subida, depois de vencer a resistência dos conselhos que lhe recomendavam cuidado, tomou uma caipirinha de lima e muito sol na moleira e, ao chegar ao hotel exclamou: Estou doidona!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s