Imagem

Obardô – 3/8/13

IMG_1411edit
O bardo. O bar do. Ô Bar. Obardô. Assim mesmo, Obardô, em estilo bem prefulgenciado, tendo como símbolo um animal híbrido com corpo de porco e cabeça de peixe, esse bar e restaurante ou esse bristobuteco, me fisgou nesse sábado e fui arrastado para a Rua Mármore, 313, no Santa Tereza.
Precisei de um ano e meio para descobrí-lo – e olha que volta e meia estou naquele bairro – com seus quase 60 assentos e um espaço ao fundo para o jazz das terças e quintas, som mecânico na sexta e DJ no sábado, com couvert a R$7, de terça a sábado das 19 às 2 da manhã.
Parede descascada e iluminação invertida dão um ar medieval ao ambiente à noite e deve dar uma cara de quintal à tarde. Os azulejos hidráulicos originais onde se lê na entrada, a data de 1933, ano de construção da casa contrasta com o modernismo do restante da decoração e com a cozinha escondida no mezanino. É o peixe e porco juntos.
Cervejas: além das long necks Heineken e Stella Artois a R$6 e da linha da Backer, Paulistânia e Austria (600 ml por volta de R$12) que compoem a metade porco do cardápio, disponibiliza-se uma enorme carta de cerveja para a outra metade peixe; as brasileiras Colorado (R$22), Falke (R$20),s Wals (R$23) e um monte de importadas nessa mesma faixa de preços. O destaque fica para a Tripel Monasterium da Falke a R$65.
Uma página dedicada aos coquetéis – predileção de um grande público – que não fazem a minha cabeça, na faixa de R$17 onde aparecem os clássicos mojito, margarita, caipirinhas, caipiríssima e caipivodka, blooh mary, alexander e etc e tal. E os uísques a R$18 a dose.
Agora, vamos para a melhor parte, deixando de lado as sobremesas, caldos e sanduíches. Dos 18 itens da parte “Entradas e Petiscos” fiquei com Bolinhos de Arroz, com curry e queijo Minas (R$15).
Na parte Pratos via-se as massas, saladas, risoto, medalhões, mas resolvi ver como era o Mexidão Obardô (R$21,50), ou seja, fiquei com a parte porco do bicho. É um mexidão porque tem arroz, feijão, bacon, ovo, couve e linguiça, mas é um prato para uma pessoa. O que dizer dele? É um mexido elevado à categoria bistrô, bem organizado e com qualidade e sabores ímpares; desses de não sair da memória. Como única crítica posso dizer que estava desequilibrado com maior quantidade de arroz em relação ao feijão.
De resto, um excelente atendimento com os dois donos à frente do negócio em contato direto com os fregueses. Gostei também da possibilidade expressa de funcionamento com cartelas individuais, atendendo ao meu desejo de que fosse assim em todos as casas.
IMG_1408prato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s